Veggie e tal

HomeFood-se TrendsVeggie e tal

Veggie e tal

Comedor de alface? Esse preconceito é coisa do passado! Hoje cortar animais do menu não é mais um estereótipo, é realidade! 
Foi-se o tempo que amigos se afastavam porque um parou de comer carne e não tinha mais opção na hora da saída com a galera. O número de pessoas aderindo dietas que eliminam animais é cada vez maior e dentro desse universo surgiram vários movimentos ideológicos com fomes diferentes! Mesmo tendo um inicio difícil, a comida desses grupos, durante muito tempo, foi encarada como algo sem graça, sem sabor, saudável e com soja, atualmente recheiam cardápios ou são ingredientes primordiais na receita de novos produtos.

Como já falamos aqui o mercado já enxerga esses movimentos e sente que precisa fazer parte dele. É facil perceber que esse universo mata qualquer tipo de fome, indo de fast food, como o Hare Burguer – primeiro fast food vegetariano do mundo –  até Chefs renomados de estrela Michelini, como Rafa Costa e Silva do Lasai – que oferece 2 opções de menu degustação, sendo uma delas vegetariana com produtos plantados na própria horta.

Mercado mudando, nada melhor do que acompanhar e não resistir, né?
Mas para dar liga, não adianta só idealizar um prato, menu ou produto. Se o objetivo é abocanhar uma fatia desse mercado além do sabor, sua marca precisa ter alma, propriedade sobre o assunto e falar com verdade!
Para colocar a mão na massa, nada mais justo do que devorar as semelhanças e diferenças entre esses grupos que não tem carne na dieta!

Vegetariano
Por mais que você escute gente falando por aí que é vegetariano e come peixe isso não é possível, pois vegetarianos não comem nenhum derivado animal. A divergência aqui acontece, pois existem vegetarianos que consomem queijos e leite – lactovegetarianos- e os que além disso também comem ovos – ovolactovegetarianos, normalmente o primeiro passo da receita para quem quer se tornar um vegetariano. Eles carregam esse nome pelo fato de ser apenas um regime alimentar. Hoje em dia, já tem marcas fazendo essa segmentação no próprio cardápio, como Claude Troigross no novo Le Blond – com uma página inteira do menu dedicada a categoria.

Vegano
Aqui o assunto é mais embaixo, é uma questão de ética! O veganismo é um filosofia onde sua maior preocupação é com a vida dos bichos. Pelo fato de ser um estilo de vida, veganos não deixam apenas de consumir animais em seus pratos, como também nas roupas e cosméticos, por exemplo. Esse estilo de vida é bem retratado no Diário de uma Vegana no canal GNT, com receitas e explicações sobre esse mundo.

Plant Based
O movimento mais recente deles o plant based também é uma filosofia, onde valorizam o alimento por inteiro. Seu objetivo é consumir nutrientes se conectando com a natureza, ou seja extrair o melhor dela sem prejudica-la. Consumir tudo de forma mais natural com saúde e principalmente ajudando o planeta, diminuindo a poluição e o desperdício, por exemplo. Aqui processados e refinados não tem vez e os vegetais são protagonistas com muita cor e vitamina! Fritura nem pensar!Foi esse grupo que agarrou o movimento da segunda sem carne, por exemplo, que tem como objetivo diminuir o CO2 na atmosfera, o plantio de grãos para alimentar animais, o desmatamento de florestas para o cultivo desses grãos e de água para alimentar essa cadeia toda. Com toda essa causa envolvida por trás já tem empresas entrando no mercado como a gringa Beyond Meat com seu hamburguer que parece e tem gosto de carne mas não é!

Deu para entender? Um vegano é vegetariano e comeria feliz uma batata frita, já um plant based por conta do valor nutricional pensaria duas vezes antes de devorá-la!
Legal, né? Cortar animais do menu é uma questão de ética, religião, filosofia ou estilo de vida e também pode ser a cereja do bolo que faltava para o seu negócio!

Postar comentário